Protocolo clínico para úlceras por pressão: uma ferramenta assistencialista para a práxis de Enfermagem

Aline Beatriz Rocha Paula, Francisco Braz Milanez Oliveira

Resumo


Objetivo: analisar a implantação de um protocolo assistencial para cuidados em Úlceras por Pressão na prática clínica de Enfermeiros. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo de abordagem quantitativa realizado com enfermeiros em uma clínica piloto de um hospital filantrópico na cidade de Teresina-PI, aprovado pela Comissão de Ética em Pesquisa da Instituição e da Universidade Federal do Piauí (UFPI), com CAAE nº: 0240.0.045.000-11. A coleta dos dados ocorreu no período de setembro a outubro de 2011, onde aplicou-se um Instrumento de observação da prática. Resultados: Foram observados a realização de 30 curativos. Observou-se que não se aplicam diagnósticos e prescrições de enfermagem contribuindo negativamente para a sistematização da assistência, e ainda ausência de aplicação da escala de Braden para avaliação de riscos na admissão dos pacientes. Conclusão: O protocolo de cuidados em úlceras por pressão foi aplicável à prática da equipe de enfermagem ao passo que trouxe possíveis contribuições para esses profissionais, no entanto, como se tratou de aplicação piloto na instituição, para implantação faz-se necessário a educação permanente com a equipe de enfermagem a fim de consolidar a sua implementação e posterior validação do protocolo na instituição.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.