Metodologia da problematização com arco de maguerez no centro cirúrgico oftalmológico de um hospital universitário

Kezia Cristina Batista dos Santos, Adrielly Haiany Coimbra Feitosa, Gabriela Sellen Campos Ribeiro, Tamires Barradas Cavalcante

Resumo


Objetivo: relatar a experiência do uso da metodologia da problematização com apoio do arco de Maguerez nas dificuldades da adesão do check-list de cirurgia segura em um centro cirúrgico oftalmológico de um hospital universitário, bem como os resultados alcançados. Metodologia: a experiência se deu no centro cirúrgico oftalmológico de um hospital universitário do nordeste brasileiro, no ano de 2016. Foram implementadas as cinco etapas do arco de Maguerez: 1. Observação da realidade; 2. Pontos-chave; 3. Teorização; 4. Hipótese de solução; 5. Aplicação à realidade - prática. Resultados: A experiência resultou no desenvolvimento do pensamento crítico por parte da equipe, aperfeiçoou a compreensão da execução e importância da lista de verificação de cirurgia segura, bem como a mudança da realidade, o que consequentemente proporcionou melhora da qualidade da assistência nos serviços prestados aos clientes, bem como o fortalecimento das relações entre equipe multiprofissional. Considerações finais: O arco de Maguerez mostrou-se uma ferramenta educacional efetiva, que permitiu valorizar a prática cotidiana e enriqueceu o processo de construção de conhecimento.

Descritores: Educação em enfermagem; Métodos; Resolução de problemas.


Texto completo:

PDF

Referências


Barbeiro FMS, Miranda LV, Souza SR. Nurse preceptors and nursing residents: interaction in the practice scenario. Revista de Pesquisa: Cuidado é Fundamental Online [Internet]. 2010; 2(3):1080-1087. Avaliable from: http://www.seer.unirio.br /index.php/cuidadofundamental/article/view/584/pdf_45.

Melo MC, Queluci GC, Gouvêa MV. Problematizando a residência multiprofissional em oncologia: protocolo de ensino prático na perspectiva de residentes de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP. 2014; 48(4):706-714.

Vieira MNCM, Panúncio-Pinto MP. A Metodologia da Problematização (MP) como estratégia de integração ensino-serviço em cursos de graduação na área da saúde. Medicina (Ribeirão Preto). 2015; 48(3):241-248.

Berbel NAN. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes caminhos? Interface (Botucatu). 1998; 2(2):139-154.

Borille DC, Brusamarello T, Paes MR, Mazza VA, Lacerda MR, Maftum MA. A aplicação do método do arco da problematização na coleta de dados em pesquisa de enfermagem: relato de experiência. Texto Contexto Enfermagem. 2012; 21(1):209-216.

Organização Mundial da Saúde. Manual de Implementação Lista de Verificação de Segurança Cirúrgica da OMS 2009 - Cirurgia Segura Salva Vidas; tradução de OPAS – Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde; Agência Nacional de Vigilância Sanitária. 2014:20p.

Pancieri AP, Santos BP, Avila MAG, Braga EM. Checklist de cirurgia segura: análise da segurança e comunicação das equipes de um hospital escola. Revista Gaúcha Enfermagem. 2013; 34(1):71-78.

Berbel NAN, Gamboa SAS. A metodologia da problematização com o Arco de Maguerez: uma perspectiva teórica e epistemológica. Revista Filosofia e Educação. 2012; 3(2):264-287.

Bordenave JD, Pereira AMP. Estratégias de ensino-aprendizagem. 25ª ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes; 2004.

Prado ML, Velho MB, Espíndola, DS, Sobrinho SH, Backes VMS. Arco de Charles Maguerez: refletindo estratégias de metodologia ativa na formação de profissionais de saúde. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2012; 16(1):172-177.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.