RELAÇÕES POLÍTICAS REGIONAIS: reflexão sobre centro e periferia no capitalismo brasileiro no período de 1930/64

Rodrigo Santos Cruz

Resumo


Objetivo: relacionar a teoria sobre centro e periferia no Brasil na perspectiva dos desníveis regionais, observando a formação sócio-histórica do país, compreendendo o problema regional, antes de tudo, como um problema político. Metodologia: a metodologia utilizada consistiu numa revisão bibliográfica sobre o tema da questão regional no Brasil, mesclando referências clássicas e leituras contemporâneas. Buscou-se por tópicos que mencionam o problema regional e a relação centro-periferia. Resultados: os resultados da pesquisa apontam para um problema de desequilíbrio regional que tem origens no Império e se consolidou em meados do Século XX, quando o dinamismo econômico migrou, acentuadamente, para a região Sudeste. Conclusão: observou-se que o problema regional no Brasil teve pouca atenção por parte da literatura, onde soluções paliativas foram sugeridas e empregadas para resolver dilemas estruturais, tais soluções refletem, diretamente, os interesses de grupos políticos tradicionais que optavam pelo não-desenvolvimento da região em troca da obtenção de recursos para manter sua posição.

Descritores: Centro. Periferia. Capitalismo. Brasil.


Texto completo:

PDF

Referências


Referências:

Documento do GTDN. Revista Econômica do Nordeste, v.28, N. 04, 1997. p. 387-432

Soares G. Sociedade e política no Brasil. São Paulo:Graal, 1973.

Maranhão S (org). Desenvolvimento econômico e poder político: algumas reflexões obre o caso do Nordeste brasileiro, 1930-1975. In: ______.A Questão Nordeste: estudos sobre formação histórica, desenvolvimento e processos políticos e ideológicos. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1984.

Weffort F. O populismo na política brasileira. 4ªed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

Bacelar T. A questão regional e a questão nordestina. In: TAVARES, M.C (org.). Celso Furtado e o Brasil, São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2001.

Sousa, MCC. Estados e partidos políticos no Brasil (1930-1964). 3ª ed. São Paulo: Alfa Omega, 1990.

Perissinoto R. Classes dominantes e hegemonia na república velha. Campinas: UNICAMP, 1994.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.